quarta-feira, 14 de julho de 2010

Meu vício. Zebu.

Deveras era sabido que uma vez conquistado o território, que mesmo em conflito insiste em se aquecer, era chegada a hora de tomares nota:
As tropas chegaram a aquele lugar sombrio e cismaram de por luzes a todos os cantos.
E assim foi se acendendo, uma a uma, luzes verdes por todo caminho.
O que podia fazer a antiga luz negra que estava sendo absorvida pelos cintilantes lampejos de luz?
Se retorcia e se alegrava a cada praça percorrida por tais tropas, imaginando quanto tempo permaneceria a guerra já ganha pelos brancos cintilantes.
Quando percebeu o território estava ocupado, com lacerantes faíscas por todo lado. Pronto, pela primeira vez houve-se paz dentro do meu peito.

Um comentário:

  1. gostei do novo layout daqui, tá mais leve, mais bacana. =]

    pois é, as luzes fizeram bem até esteticamente. hahaha. de todo modo, eu te disse que esse seria um bom negócio.

    ainda estou de mal e sem beijos.

    ResponderExcluir